MAIS SOBRE O BLOG ...

O Cordada Infinita é um blog com artigos sobre Escalada, Equipamentos e Notícias relacionadas ao Montanhismo. Nasceu de uma idéia simples: Escrever, Comunicar e Divulgar fatos e opiniões sobre o mundo da montanha. É mantido por Levi Rodrigues desde maio de 2007. Se você tem alguma sugestão sobre um artigo, participe enviando sua pergunta ou opinião sobre os assuntos postados.

Alerta!...

O montanhismo é uma atividade de risco moderado quando praticada de acordo com as normas de segurança. Ao utilizar as informações contidas nesse blog, é necessário experiência e cautela na utilização de equipamentos, técnicas, conceitos e informações sobre as atividades. Lembre se: Acidentes não acontecem. São causados aos poucos

Como ter um boa Convivência em Trilhas

Convivência em trilhas e montanhas é um assunto pouco discutido, mas muito vivenciado por quem está sempre escalando e fazendo caminhadas.

Nesse assunto a regra “Antes só, do que mal acompanhado” é mais do que verdadeira. No filme Extremo Sul (quem não assistiu, precisa assistir!) fica bem claro como uma situação simples, pode se tornar bem complicada, quando colegas de montanha não possuem o mesmo objetivo e nada pior do que já estar na montanha e ter que ficar discutindo opiniões divergentes sobre um mesmo assunto.

Sobre esse tema, o artigo Dicas de boa convivência na trilha no Blog Azimutantes descreve algumas regras básicas para uma boa conivência em trilhas.Amigos com Objetivos em Comum: Tirar Fotos.

  1. Seja educado, voluntarioso e sociável com todas as pessoas que encontrar pelo caminho, sejam eles moradores locais ou excursionistas experientes.
  2. O ritmo do seu grupo deverá ser dosado pelo integrante mais lento.
  3. Não caminhe colado no companheiro a sua frente. Dê um espaço de pelo menos 7 a 8 passos.
  4. Não fique muito longe do companheiro a sua frente. Se você caminhar de modo a perder seu companheiro de vista fará com que ele tenha que parar continuamente para te esperar.
  5. Dê uma olhada para trás antes de entrar em bifurcações. Se o companheiro que vem atrás transgrediu a regra acima ele poderá se perder caso entre pela vertente errada da trilha

Mas eu ainda acrescentaria mais cinco dicas:

  • Planejamento: Faça com que seus amigos participem de todas as etapas do planejamento da caminhada ou escalda, para que na hora do “Crux”, ninguém diga que não sabia que ia ser assim.
  • Companheirismo: Não espere acabar as energias daquele seu amigo mais fraco, ajude-o logo no começo com motivação ou dividindo parte do equipamento. Pode ter certeza que isso trará menos problemas do que esperar acabar a “bateria” do sujeito.
  • Evite discussões que você não precisa ter: Talvez essa seja a dica mais importante, por isso, não deixe que aquela discussão boba, se torne motivo de discórdias maiores.
  • Grupos grandes: Evite andar em grupos com mais de 6 pessoas. Com certeza quanto mais pessoas estiver no grupo, mais opiniões haverá sobre qual rumo tomar, onde passar a noite, etc..
  • Pessoas Certas: Não chame aquele colega que está começando a caminhar para fazer uma travessia do qual ele não está acostumado, para que quando terminar (se ele conseguir!!!) a caminhada, não saia pensando: “ Nunca mais volto aqui, nessa porcaria de lugar”, só porque o “perrengue” foi acima do esperado.

Confira essas e outras dicas de Convivência em Trilhas no Blog Azimutantes.

2 Comentários:

  1. André Zancanaro disse...
     

    Fala Levi, seu blog tá PRO! Quisera eu ter tempo de deixar o blog do AZIMUTANTES! assim. Muito sábias as suas colocações, mas o esbarrar com jacús na trilha também não é mole, são aqueles caras que nem olham na nossa cara pois acham que são os "kings of the hills" do pedaço! Isso é problemático, principalemente quando os caras entram em roubada e a gente tem que ajudar, dá até vontade de deixar os caras se ferrando. Mas vá lá, não vamos generalizar, tem gente que é envergonhada... O lance de chamar gente inexperiente para participar de travessia é outro fator que vc tem TODA a razão, no ano passado acabei levando gente inexperiente e desentrosada com o grupo, e deu M... Uma pessoa sem experiencia em trilha ou em vias acaba fazendo coisas totalmente repudiadas por nós montahistas, mas o fazem pela pura e simples ignorância, como já dizia aquele velho amigo nosso: "...eles não sabem o que fazem!". E é por essas e outras que a gente deve sempre que possível inserir textos "doutrinatórios" nos nossos blogs! Abração.

  2. Levi Rodrigues | BLOG disse...
     

    Oi André,

    Pior sou eu! Que adoro levar pessoas que nunca fizeram nada para travessias longas.
    Sempre me deixei levar pela camaradagem e depois me vejo nos perrengues de ter que levar mochila mais pesadas do que deveria.
    Como já sei disso, levo numa boa as roubadas, mas é bom saber como evita-las.

    Abs

    Levi

Postar um comentário